23 de setembro de 2016

Tentativas


Eu tentei...
Tentei fazer de você o meu melhor amigo,
O meu amor mais bonito.
O amor que eu precisava,
A cumplicidade esperada.

Tentei fazer de você o colo para onde eu correria,
Sempre que estivesse aflita,
A minha perfeita medida.

Tentei fazer de você o meu mais intenso pensamento,
Em quem eu pensaria intensamente,
A cada segundo...
Alimentando o sentimento, que me fazia respirar, você.

Tentei fazer de você a minha paz,
A calmaria das minhas tardes,
 O desassossego das minhas noites,
Inquietas, ansiando por um cálice de romance.

Tentei fazer de você a alegria do meu amanhecer,
O sol que tocaria a minha pele.
A alegria matutina, que me alimentaria,
Durante todo o dia.

Tentei fazer de você a minha paixão,
A canção que tocaria para sempre o meu coração.

O mundo com o qual, eu sonhava...
A felicidade que eu imaginava viver.

Nanda Olliveh

8 comentários:

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo e doce poema amiga Nanda!
Muitas vezes essas tentativas são válidas e tornam-se verdadeiras,mesmo que seja só um amigo,mas nos momentos precisos,sorri quando sorrimos.
Amei.
Bjs e um lindo final de semana.
Carmen Lúcia.

Cidália Ferreira disse...

Já sentia saudades deste cantinho. Amei o poema. Parabéns

Beijo, bom fim de semana.

http://eroticasefemininas.blogspot.com/

Fábio Murilo disse...

Tenta-se, dar-se o seu melhor, aposta-se. Nem tudo é um mar de rosas, ganhamos a aposta, segue o roteiro esperado, feito numa novela. Não adianta nos enganarmos, o coração não quer saber de praticidades, o coração não pensa, só sente, se ressente. E essas coisas acho que nem tenta-se, acontece naturalmente, embora eu saiba que bate uma desesperança, uma impaciência, uma descrença. Mas a vida tem suas regras, ou nem tem, e está além de nossos sonhos mais bonitos, de nossos aflitos anseios. Certos acontecimentos, quando nos são favoráveis, ao fim de tantos desencontros, tantos desapontamentos é como ganhar na mega sena. Ah, não via a hora, companheirinha, que grata surpresa, diria até alivio, seu coraçãozinho nos brindar com essa linda pérola. Tão intensa, tão cheia de sentimentos, tão purinha. Beijos!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Se você tentou e ele não viu... quem perdeu foi ele. Lindo, amiguinha inspirada. Beijos mil.

Élys disse...

É preciso sempre tentar...Belo poema.
Um abraço. Élys.

Maria Rodrigues disse...

Lindo poema de perseverança e amor.
Beijinhos
Maria

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Nanda...em qualquer tipo de relacionamento, desde que há a boa intenção, não há nada para se perder, todas as tentativas são válidas.Obrigado pelo carinho,belos dias,beijos!

Felisberto N. Junior disse...

Olá, Nanda...agradecendo pelo carinho da visita,excelente final de semana,belos dias, beijos!

Visitantes.

Marcadores.

Poema (198) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.