Anjo bom


'' ... e Deus me fez entender,
Que eu precisava de um anjo...
E me enviou você: anjo bom...

Seus braços me confortam nos dias de tristezas.
Você é a certeza, depois de tantas incertezas.

A calmaria das minhas noites, que antes eram vazias,

Frias, saudosas de amor.''

Nanda Olliveh

Comentários

  1. Os anjos aparecem assim,de repente,abrindo os braços para confortar-nos.
    Lindo Nanda.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Poema brilhante! Parabéns

    Beijo e um resto de tarde feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Muito belo, Nanda!
    Todos nós precisamos de um anjo que nos acalme na noite
    e nos retire da incerteza.
    Parabéns!
    xx

    ResponderExcluir
  4. Anjos de verdade aparecem, assim, do nada, sem precisar de asas. Não medem distâncias, pegam uma carona no vento, advinham pensamentos, tem pressentimentos. Anjos se unem aos seres protegidos por afinidade, por empatia, de bom grado. Não desgruda na agonia, está perto assistindo a tudo, torcendo, compartilhando, agindo, sentido ele mesmo, como se fosse a sua própria carne. Enxugando do rosto o pranto, emprestando o ombro, estendendo a mão. Anjo em figura de gente numa simbiose perfeita com quem lhe é caro, sendo ele próprio, frequentemente, o beneficiado, sem ostentação, de protetor a protegido. Ótimo, Fê. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, quem não quer um presente desses?

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  6. Um anjo assim, minha amiga, é para guardar para sempre.
    Querida, desejo que o seu Natal seja cheio de luz, de paz, de alegria, de saúde, mas sobretudo com muito amor, sabedoria e optimismo.

    Feliz Natal!

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  7. Quando o amor chega encontramos o descanso, a alegria.
    Lindo texto! Tenha uma linda semana! Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário