23 de novembro de 2015

Amadurecimento



Hoje em dia,
Eu não alimento mais amizades,
Onde só eu, sou amiga.
Não alimento mais ilusões, paixões de verões.
Não alimento mais o ciúme, doí demais.
Não alimento mais amores, onde só eu amo.

Não alimento mais alegrias, vazias, instantâneas, que logo depois deixam lágrimas no olhar.
Não alimento mais, o que me aborrece, pois, a paz, é o que desejo.
Não alimento mais, grandes expectativas, no final, decepcionam.
Não alimento mais sonhos, em que Deus não está de acordo.

Hoje em dia, 
Não vou mais, há lugares onde não sou bem-vinda.
Não alimento mais, a minha confiança em preocupações, vazias de ações.
Não alimento mais, as coisas insignificantes.

Porém, também não alimento mais a ilusão,
De que não errarei, não cometendo tais erros ditos, escritos.
Sou humana, imperfeita...

Nanda Olliveh

8 comentários:

Fábio Murilo disse...

Muita coerência e sabias palavras. O sofrimento e as situações adversas que a vida nos impõe vão nos moldados, forjado nossa personalidade, é inevitável... Amadurecer doí, mas é necessário, indispensável para vivermos, convivermos em sociedade, para nos impormos, para nos resguardarmos, nos protegermos, nos preservarmos, entendo.... Mas perder a ternura jamais! Que essa menina que alimenta tão nobres sonhos, é dulcíssima, amável, que faz a diferença nesse mundo de contrários e inversão de valores não perca sua essência, sua finíssima educação, diamante entre pedras, flor sobre o charco. Capaz de admitir com grandeza, despojamento e grande humildade, apesar: " Não alimento mais, as coisas insignificantes. Porém, também não alimento mais a ilusão, De que não errarei, não cometendo tais erros ditos, escritos. Sou humana, imperfeita..." Pois é, isso é de uma maturidade sem precedentes! Estamos aqui para tentar acertar, para aperfeiçoa-se, para tornarmo-nos melhor, para aprendermos com as experiências. “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sedes prudentes como as serpentes e manso como as pombas”, é Bíblico. Adorei! Beijos, Fê!

Paulo Francisco disse...

Isso significa CRESCER de verdade,
beijogrande

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Nanda

Lindo poema!! Adorei

Beijo e um dia feliz
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Bell disse...

A vida ensina e como ensina.

bjokas =)

Daniel Andre disse...

A vida ensina e as pessoas também. Até as decepções na vida são aprendizados, e vão nos lapidando a sermos mais fortes. Toda sua poesia é linda, é resumo de que como se deve viver. Parabéns.

Dan
http://gagopoetico.blogspot.com.br/

Élys disse...

A vida é uma escola de muita sabedoria.
Linda a sua poesia.
Beijos.

Laura Santos disse...

Essencial nunca pormos os pés onde não somos bem-vindas,
porque o resto a vida resolverá no bom sentido se formos verdadeiras e coerentes.
Somos humanas e imperfeitas, como todos os outros.
Gostei muito deste poema, Nanda.
xx

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Quanto mais se vive,mais se aprende.
Adorei Nanda.
Bjs e obrigada pelas palavras deixadas no meu Prazer de Escrever.
Um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Visitantes.

Marcadores.

Poema (197) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.