(...)



... e que apesar dos cálices amargos, eu não deixe de ser doce...

Nanda Olliveh

Comentários

  1. Decididamente integra.
    Bonito Nanda poder estar acima do comum.
    Lindo e bom fim de semana.
    Carinhoso abraço e beijo paz amiga.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito!!

    Bom fim de semana,
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Tem momentos que são bem amargos...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Continue a ser doce,
    nunca seja amarga
    se doce não fosse
    então, seria salgada?

    Se fosse uma sereia
    isso era,vinda do mar
    com uma mão cheia
    de amor para dar!...

    Boa noite, bons sonhos e um bom fim de semana,
    um beijo para você, amiga Nanda,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  5. Porque sua essência é doce, e coisas externas não vão afetar o que traz dentro de si. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Doce como o cedro que perfuma o machado que o golpeiam, doce como a sede no deserto, doce como o incerto que chega enfim, doce como chorar de alegria, e as fantasias do tempo de criança, doce como o fruto sumarento colhido na estação doce de quem é autentico por opção e não se deixou contaminar. Ótimo , Fê. Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário