6 de setembro de 2014

Solidão

Eu não sabia o que era a solidão 
até lhe conhecer
E deixar-lhe ir... 
Eu não sabia o que era a solidão 
até ter passado
momentos de tanto companheirismo...
De tanto lirismo ao seu lado.

Eu não sabia o que era a solidão 
até sentir seu abraço
Seu beijo ao amanhecer...

Eu não sabia o que era a solidão
 até ouvir 
Você dizer eu te amo todos os dias
Até sentir a alegria de estarmos juntos
Compartilhando sorrisos, sendo amantes, amigos.

Eu não sabia o que era a solidão 
até sentir o frio da sua ausência...
Até sentir a dor da carência.

Eu não sabia o que era a solidão...

Nanda Olliveh

7 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Nanda. Conhecer a solidão é demasiadamente triste, aperta o peito e angustia de um modo muito forte e intenso.
E essa dor que a solidão nos presenteia só nos consome principalmente quando vemos que fomos tão felizes e que nada nos restou hoje, senão lembranças.
Tudo de bom e parábens.
Beijos na alma.

Fábio Murilo disse...

Solidão é um bicho a nos roer por dentro sem ninguém pra socorrer, é um sentimento de impotência é um breu no viver, um adeus, um apagão repentino, um desperdício de vida. A vida passando urgente, nem ai pra gente, e a gente ficando. Sólida solidão.

Rita Sperchi disse...

Minha linda Fernandinha que solidão mais
trste, temos tudo e depois ela chega e fica
deixando um vazio imenso, olha achei encantador
apesar de triste, mas vc é maravilhosa ao escrever bjussss

Desejo um domingo feliz!


└──●► *Rita!!

Samuel Balbinot disse...

Bom dia poetisa.. fiquei muito tempo nela.. e as vezes ainda me encontro.. mas ela não é ruim.. para tudo nesta vida tem seu momento..
passamos por ela e ela nos deixa ensinamentos belos sempre..
beijos de bom dia

Élys disse...

A solidão é algo que chega e dá a impressão que não vai mais embora, acontece que quando menos esperamos, eis que ela é substituida por uma nova era de felicidade. Poesia como sempre linda!...
Beijos, Élys.

Bandys disse...

Oi Nanda,
Uma declaração de amor linda.
Quando eu aprendi a me amar a solidão passou.
Hoje não estou só, estou sempre comigo.
Beijos

Edumanes disse...

Então, porque estás tu amiga,
nessa tão triste solidão
recebe com carinho esta visita
não faças sofrer o teu coração
diz sim ao amor, sejas feliz toda a vida!

Não deixam o seu coração sofrer,
assim como a felicidades dos amantes
porque sabes tanto gosto de os ler
escreves poemas apaixonantes!

Obrigado pela tua carinhosa visita,
desejo uma boa noite para ti amiga Nanda, um beijo.
Eduardo.

Visitantes.

Marcadores.

Poema (198) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.