Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Lembrança de amor

Imagem
Você é a lembrança de amor mais bonita, que eu guardei,
Que carrego no peito, porque você foi para mim o que sempre sonhei... Não me pergunte por que lhe deixei... Apenas fique com essas palavras... Pois, as suas ainda estão impregnadas como perfume em minha pele... Saudades... de quando me dizia todos os dias que me amava, que eu era linda... Saudades... de quando me pegava no colo como uma criança e, me ninava, mimava... Seu amor ficará guardado em lugar especial dentro de mim... até que um outro alguém consiga torna-se especial como você foi em minha vida.

Quando isso acontecer restará apenas fragmentos... Porque eu preciso seguir... Não, não me pergunte porque lhe deixei, mas fique com a certeza... De que foi o amor mais bonito que já tive.
Você é a lembrança de amor mais bonits que eu guardei, que carrego no peito.
Nanda Olliveh

Amor bonito

Imagem
Você foi um amor bonito... E enquanto lhe amei me entreguei de verdade... Com lealdade, fui sua inteiramente... Mas enquanto isso, você brincava de amor... Colecionando amores, pedaços de vida mal resolvida.
Por não poder estar ao seu lado... Sentindo seu toque, seu cheiro... Permaneci distante, sentindo apenas o desejo que nos unia, Dia após dia. era como uma fantasia em nossa mente. Tão distantes, e ao mesmo tempo tão juntos... Unidos pela paixão que quase consumiu meu coração.
Eu me apaixonei... sim me apaixonei como uma estudante... Apaixonei-me por suas palavras que de seus dedos escorriam como mel... Amei você, escrevi poemas em louvor desse amor... Sofri calada, chorei nas madrugas...
Quantas vezes senti meu coração arder, meu corpo aquecer, Todo o meu ser clamava, implorava por você. Você foi um amor bonito, uma história que ficou guardada, não consumada... Que por não ter tido início... Nunca terá um fim...
Nanda Olliveh

Nos braços do amor

Imagem
Tudo fica blue quando se tem em quem pensar... As ideias voltam para o lugar... O coração acelera, ɑ alma se aquece... Um amor uma felicidade uma saudade... nasce no peito... ɑ gente fica assim... meio sem jeito.
Bate o desejo de querer estar junto de quem se um, Ouvir murmúrios de amor o pé do ouvido... Estar nos braços do ser amado, É como estar mergulhado nas profundas águas do amor... Onde não se pede silva vidas, mas deseja-se ir mis fundo... Descobrindo os secretas formulas do amor, Guardadas nas profundezas desse mistério que é amar.

Ah... Como eu preciso estar nos braços do amor... Envolver-me em sua ternura, sem salvação... Sem ter que pedir perdão...
Porque o amor é maravilhoso é Divino encanto... fascinação.
Nanda Olliveh

(...)

Imagem
Vão se os amores, ficam os poemas... Eternizando o amor, os sentimentos que continuam vivos nas letras,
 adormecidos, mas jamais esquecidos, gravados e guardados nas folhas do tempo.
Nanda Olliveh

Imagem
Espera menina, um dia as coisas acontecem, um dia o sol nasce para você. Não se entristeça, não se enfraqueça. Sorria, salte..., mas se tiver que chorar, que desabafar, faça. Não colecione angustias dentro de si... faça músicas, poesias... vire filosofa..., mas não perca a sua alegria de menina, não se desvie da sua pureza. Olhe para cima, e se o céu estiver cinza, colore-o com sua imaginação. E se ainda sim a chuva teimar em lhe molhar, abra os braços e a receba como se fosse gotas de amor caindo sobre você, para lavar sua alma. Limpar seu coração, removendo as feridas, emoções perdidas. Saiba que o caminho é longo, e o que está preparado para você é maior do que essa dor que está latejando aí dentro do seu ser. Espera por seu sonho, não se renda, não desanime. Mas vá até o fim... Não aceite atalhos, mas persista em alcançar o seu objetivo. Realize suas provas, seja aprovada... E siga reto no caminho que Deus lhe ordenou. E seja coroada como princesa honrada. Faça das cinzas pedras …

Solidão

Imagem
Eu não sabia o que era a solidão  até lhe conhecer E deixar-lhe ir...  Eu não sabia o que era a solidão  até ter passado momentos de tanto companheirismo... De tanto lirismo ao seu lado.
Eu não sabia o que era a solidão  até sentir seu abraço Seu beijo ao amanhecer...
Eu não sabia o que era a solidão  até ouvir  Você dizer eu te amo todos os dias Até sentir a alegria de estarmos juntos Compartilhando sorrisos, sendo amantes, amigos.
Eu não sabia o que era a solidão  até sentir o frio da sua ausência... Até sentir a dor da carência.
Eu não sabia o que era a solidão...
Nanda Olliveh