13 de junho de 2014

(...)



A carência é uma das molas que impulsiona o poeta.

 Nanda Olliveh

Um comentário:

Beatriz Bragança disse...

Minha querida
Deus a ouça,porque,quando estou muito carente,foge-me a inspiração e nem consigo concentrar-me.
Vou ficar a meditar na sua frase,para ver se me convenço.
Um beijinho
Beatriz

Visitantes.

Marcadores.

Poema (196) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.