Que nasça a poesia


Que nasça a poesia, uma por dia.
Que não acabemos o encanto dela,
Mas que ela floresça e nos aqueça.

Como esse sol matinal e ameno
Que pontual não atrasa e não falta,
E seca o orvalho da mata,
Desperta a sinfonia dos pássaros,
Pinta de azul o firmamento,
E colore, enfim, toda natureza.

Que no final do dia, cansado, ainda é mais lindo,
Guerreiro vencido, agonizando,
Manchando o céu vespertino em dores escarlate.
Tombando encantado ao final da tarde,
Afundando no breu da noite num breve adeus.

Parceria Poética : Nanda Olliveh/ Fábio Murilo 
do Blog '' A poesia está morrendo ''

Comentários

  1. Linda parceria amiga Fernanda!
    Que nasça a poesia e que nunca morra.
    Que ela chegue com todos seus encantos em versos.
    Parabéns à você a ao Fábio Murilo.
    bjs amiga
    Carmen Lúcia-mamymilu.

    ResponderExcluir
  2. Que bonito !!
    Linda parceria. Parabéns

    Beijinhos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Sou suspeito pra falar, mas só queria elogiar o bom gosto na escolha da sugestiva foto, a disposição das palavra e dos versos, o beleza do blog, com essas cores quentes tendo ao fundo o preto, também gosto do preto, uma cor elegante. Legal nosso poema e parceria, foi bem gratificante Poetisa Fernanda.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Querida Fernanda
    Belíssima imagem!
    Um belo poema a chamar a poesia.Pois que ela nasça e floresça!
    Beijinhos com carinho
    Beatriz

    ResponderExcluir
  5. A poesia nasce com o calor do sol, e com a natureza pintando o universo todo! abraços

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente maravilhoso...Pura inspiração dado pela imaginação da natureza.

    Deixo um abraço
    *****
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Fernanda.. o bom que ela sempre nasce e se renova.. e em parceria ainda nem se fala né.. o blog do Fabio devia se chamar a poesia esta vivendo pq a gente não deixa ela morrer nunca bjs e um lindo dia

    ResponderExcluir
  8. Então que nasça a poesia
    Para sempre
    E não só para um dia
    Assim como o calor
    Que corpo sente
    Para sempre com amor
    Sem amor corpo fica doente
    O desejo a molestado
    Desnorteado o prazer
    Triste coração coitado
    Sem amor está a sofrer!

    Bom dia para você
    amiga Fernanda Oliveira, um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  9. Nossa!!! essas duas feras juntas!!! A delicadeza da poetiza
    e a determinação do poeta. O importante é
    colorir nossas almas com tão belos versos.
    Parabéns aos dois que tanto estimo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. A poesia não pode acabar,ela alimenta as nossas vidas.E sol mesmo cansado está bem cedo de volta para nos aquecer.Lindíssimo poema amei.
    Obrigada por sua visita,beijinhos e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. Belíssima poesia Fernanda que a cada dia a poesia venha nos contagiar com a magia das palavras, Fernanda passando pra desejar um ótimo final de semana fique com Deus beijos.
    Blog/Grupo Amigos/FanPage/ Pinterest/NetworkedBlogs/Bloglovin

    ResponderExcluir
  12. Bom dia bom feriado!!!!
    Minha doce Fernandinha, elogios pra vc e para
    o Murilo que juntos formam palavras abençoadas
    para ler , amar e ficar no coração, continue assim
    sempre deixando um rastro de beleza te adoro minha fofa
    Abraços de sempre

    (.") .
    . /█\..└──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  13. Maravilhoso!
    Que nasça sempre poesia, que a façamos nascer!
    Já dei meus parabéns ao Fábio e a você lá no blog dele, agora estou vindo aqui fazer o mesmo. Muitos parabéns pela bela parceria! Gostei muito
    xx

    ResponderExcluir
  14. Os teus lábios beijava!...
    Momento de loucura e coragem
    Se eu pudesse te levava
    às nuvens numa viagem

    Te desejo um domingo
    bem passado,
    No teu peito uma flor
    O teu corpo perfumado
    De carinho e muito amor

    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  15. Maravilhaaaaaaaaaaaaaaaa ameiiiiiiiiiiiiiii (U. Lins)

    ResponderExcluir
  16. Fernanda

    Este poema, como todos os teus evoca o amor, o torna o post maravilhoso e romanesco.
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário