23 de março de 2013

(...)

Não sei se fiz o certo
Permitindo-lhe partir...
Mas talvez seja melhor assim.

A vida prega cada peça na gente
Nunca sabemos o que virá pela frente...

A única certeza que temos
 É de que precisamos da felicidade
Ao menos tentar achá-la...
Ir á busca
E encontrá-la...

Acredito que podemos a encontrar em coisas simples
Como em poder declarar:
 Eu te amo!
Ouvir:
 Eu te amo!

Um dia eu achei que você seria pra sempre o meu tudo
Achei que você seria pra sempre o meu mundo...

Então o tempo mostrou-me que não era bem assim,
Então outra vez esperarei...
 Deixarei a resposta vir
E tudo isso se definir.

Como será?
Nem sei.
Tudo que sei no momento...
É o que não sei.

Nanda Olliveh

Um comentário:

Gracita disse...

Bom dia filhotinha amada!
A espera por um amor adormecido chega ser angustiante... mas valerá a pena quando a explosão deste sentimento lançar dentro do coração a divina centelha da paixão. Aí tudo convergirá para um inesquecível momento de amor e prazer.
Desejo que o seu domingo chegue salpicado de gotículas de amor e felicidade.
Beijos da mãezinha
Gracita

Visitantes.

Marcadores.

Poema (196) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.