18 de fevereiro de 2013

Parei de temer!

Parei de temer o futuro,
Parei de ter medo de amar e sofrer,
Ainda que tudo fique obscuro,
Preciso viver o hoje, e que tudo vai dar certo... Sim! Nisto preciso crer.

Como pode alguém ter medo de amar?
Talvez esse medo se dê a ter se dado por inteiro,
E ter sofrido, com um amor não correspondido...

Mas como viver sem amar?
Não, não dá pra viver sem amar.
Viver sem amar é como viver num mundo sem cor,
É como viver dia a pós dia... 
Desenhando  um coração triste,
Cheio de feridas e cicatrizes,
Pois só os corações que amam são felizes.

Verdade! Essa é a realidade...
Parei de temer o futuro!
Pois ele a Deus pertence,
Então não compete a mim, sugestionar e temer o que virá.

Sendo assim, não temerei mais amar,
Não temerei me decepcionar.
Vou me entregar ao meu amor,
Render-me aos seus carinhos,
Não vou mais deixá-lo se sentir sozinho.
Parei de temer!

Fernanda Oliveira

Nenhum comentário:

Visitantes.

Marcadores.

Poema (196) Frase poética (64) Meus Textos (21) Conto (10)

Amigos do Blogger.

Translate.