Ouça-me...


 
Ouça-me lhe dizer:
Que quando nossos olhos se encontram,
Parece acontecer um evento magnifico!
Ouça-me lhe dizer:
 Que me vejo no brilho dos seus olhos,
Nosso olhar nos revela um intenso sonhar.
Olhar-nos, é como contemplar uma paisagem muito colorida,
É como olhar a vida de maneira mais florida.
Ouça-me, ouça-me...
 Sinta em teu coração a minha voz soar,
Soar livremente... Como um pássaro livre a voar...
Ouça-me lhe dizer:
 Que quando sinto teu cheiro, me arrepia o corpo inteiro,
Meus sentimentos entram em desespero.
Apressam-se em sentir o teu sentir,
Em sentir nossas mãos se unirem, nossos corpos se sentirem.
Embalam-se em uma paixão desenfreada,
 Nesse momento não sobra tempo para mais nada.
Ouça-me lhe dizer:
 Que você é minha ardente fantasia,
A mais desejada, a mais delirante, a mais empolgante!
Uma festa acontece dentro de nós, quando estamos assim... A sós.
Agora o peço Amor meu...
 Deixe de me ouvir, e comece a me sentir...

Nanda Olliveh

Comentários

  1. Depois de tanto ouvir essa linda declaração o amor vai pipocar e estrelinhas reluzentes vão brilhar. Lindo minha querida. Beijinhos e um lindo domingo
    Gracita

    ResponderExcluir
  2. Déjame decirte que cuando leo tus Poesías mi corazón se llena de sensibilidad y buena Armonía.
    Precioso.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  3. Fernanda

    Oiçam-me dizer, expandindo toda a fantasia que vou sentindo, para que o amor sempre vá sentinho sorrindo. Que o sortilégio seja infindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Escreva que eu leio
    Se disser não estou ouvindo
    Tanta inspiração de onde veio
    Para escrever este poema tão lindo!

    Estou lendo e pensando
    Como em rima responder
    Sem saber imaginando
    Escreva outro poema para eu ler!

    Estou aqui a pensar
    Como hei-de aprender
    Se você me quiser ensinar
    Como um poema escrever!

    Assim tão lindo como o seu
    Com a paisagem colorida
    Como a flor que nasceu
    No jardim, linda está florida!

    Boa noite para você,
    amiga Fernanda Oliveira,
    bons sonhos, um beijinho
    Eduardo.






    ResponderExcluir
  5. As vezes as palavras não são suficientes e somente a linguagem do corpo pode dizer, o que os lábios não conseguem expressar. Muito envolvente o poema, amei.

    ResponderExcluir

Postar um comentário